Santacine

Conheça o Santacine e o que ele pode fazer pela sua empresa

Conheça Melhor

Notícias

Ações para fortalecer o audiovisual catarinense

Aes para fortalecer o audiovisual catarinense

Nossa luta por políticas públicas para o desenvolvimento do audiovisual em Santa Catarina é constante. Acompanhe no relatório abaixo nossos avanços, desdobramentos e principais realizações neste último ano.

Contamos com a colaboração de todos para continuarmos o trabalho do SANTACINE!

1 • Convenção Coletiva • Após uma série de reuniões, inclusive com a presença do mediador do Ministério do Trabalho, assinamos a Convenção Coletiva. Acreditamos que chegamos a uma convenção mais moderna e eficiente que a de São Paulo, anteriormente válida para Santa Catarina. 

2 • Deveres e direitos • Algumas empresas associadas ao SANTACINE foram fiscalizadas pelo Ministério do Trabalho, o que nos levou a solicitar uma reunião com a diretoria do SINTRACINE, realizada em 6 de julho. Chegamos a conclusão de que se faz necessário organizarmos um seminário para que ambos os sindicatos e seus associados tenham plena ciência dos seus deveres e direitos, tranquilizando o mercado, inclusive para compreender os critérios do Ministério do Trabalho em suas fiscalizações.

3 • Tabela de Publicidade • O colega Fernando Pereira Oliveira, nosso Diretor Secretário no SANTACINE se reuniu com a presidente do SINAPRO-SC, Rosa Estrella, que recebeu muito bem a nossa sugestão de tabela para publicidade e já a divulgou junto às agências de Santa Catarina. 

4 • FilmComission • Retomamos o assunto junto ao nosso parceiro Sapiens Parque. Acreditamos que, lentamente, estamos criando o ambiente para retornar ao governo estadual e regulamentar a lei de FilmComission estadual vigente, finalmente tirando o projeto do “papel”. 

5 • Criação do FUNCINE, fundo de investimento no audiovisual • Hoje há o ambiente necessário para criarmos o que pode ser um dos mais importantes catalisadores de uma política pública para o audiovisual em Santa Catarina, um fundo provado de investimento na cadeia produtiva do audiovisual. A empresa CVentures, gestora de um fundo de inovação no estado, está disposta a tocar o projeto. Contudo, cabe ao SANTACINE viabilizar um diagnóstico da região, para orientar a elaboração do estatuto do fundo, seus objetivos e valores percentuais de investimento por setor da cadeia produtiva do audiovisual. Iniciamos o diálogo com a UFSC e o SEBRAE neste sentido.

6 • PROJETA SUL • Desde 2009 o SANTACINE tem participado de uma ação conjunta com os colegas do Rio Grande do Sul e Paraná, com o objetivo de sistematizar ações políticas regionais, após a aprovação da Lei 12485. Estivemos juntos em audiência com o Diretor Presidente da ANCINE, Manoel Rangel, para ouvir quais serão as políticas no sentido de desenvolver a produção e a cadeia produtiva na região sul. A ANCINE se mostrou favorável à criação de linhas regionais para o Fundo Setorial Regional, e mais uma vez nos foi solicitado um diagnóstico, agora da região sul, que estamos elaborando junto ao RS e PR.

7 • Reuniões de trabalho • No dia 11 de julho os sindicatos patronais e ABDs se encontraram com a ANCINE e BRDE em Curitiba para iniciar uma série de reuniões de trabalho no sentido de formatar um plano de desenvolvimento da cadeia produtiva do audiovisual da região Sul em até 120 dias, a próxima reunião esta marcada para 16 de agosto em Porto Alegre.

8 • TV Pública em SC • Iniciamos o diálogo com o Sr. Fernando Crócomo, da TV UFSC, no sentido de compreender qual será a política da TV UFSC / TV BRASIL para a produção independente do Estado. Houve abertura para a criação de um conselho de programação, para discutir a ocupação do espaço da grade deixado pela TV Brasil para a produção regional.

9 • Apoio aos festivais • FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul, Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis e FAÇA – Festival Audiovisual Catarinense. O SANTACINE tem, sistematicamente, participado destes importantes festivais de cinema/audiovisual de Santa Catarina, apoiando iniciativas que visem qualificar e/ou discutir o mercado produtor independente. Tivemos a clínica de projetos no FAM2011, debate sobre TV e produção independente e reuniões com distribuidores durante a Mostra de Cinema Infantil, e agora, no FAÇA, o prêmio SANTACINE de produtora destaque catarinense. 

10 • Plano Nacional de Cultura • PArticipação no Fórum Estadual e reunião com a ABPITV. 

11 • MTE • Atualização do cadastro do SANTACINE no Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

12 • Filiação FIESC • Retomada do processo de filiação junto à FIESC, com apresentação do Sindicato na Câmara do Trabalho e aprovação da nossa filiação, levando ao agendamento da apresentação do setor para a diretoria da FIESC no dia 17 de agosto.

13 • Site • Atualização do website e criação do Santacine News (disparador de e-mails com novidades sobre o sindicato e os associados).

14 • Palestra • Realização de palestra ministrada pelo presidente do Sindicato, sobre Cinema 3D, e de palestras beneficentes, com arrecadação de doações para o Lar Recanto do Carinho, ministradas pelo presidente (Cinema 3D) e Ricardo Karan (Produção em cinema). 

15 • PROJETA SUL 2 • Realizamos, mais uma vez, durante o FAM 2012, o encontro PROJETA SUL entre as entidades do RS, PR e SC, além de convidar os dirigentes da ANCINE e TVs do Estado de SC para debate sobre a lei 12485, Fundo Setorial do Audiovisual e a regionalização. 

Diante destas ações, alguns desdobramentos se fazem urgente:

Retomar o censo do audiovisual catarinense e buscar parceiros como o SEBRAE e UFSC para realizar o diagnóstico do setor em Santa Catarina. 

Preparar material de apresentação que sirva para a reunião da diretoria da FIESC e outras finalidades.

Promover constante qualificação do setor, no sentido de que os projetos catarinenses se tornem mais competitivos no mercado brasileiro e no exterior. 

Promover debates junto aos associados nas diversas regiões do Estado, a fim de esclarecer e buscar mais colaboradores na execução das atuais metas. 

Saudações cinematográficas da diretoria do SANTACINE.

8º Encontro do Cinema Infantil discute distribuição

8 Encontro do Cinema Infantil discute distribuio

Falta de leis que priorizam o cinema nacional, exibidores que privilegiam o cinema norte-americano e ocupação do mercado pelas distribuidoras estrangeiras. Essas são algumas questões que impedem uma distribuição mais eficiente do cinema produzido no Brasil e vão estar na pauta do 8º Encontro Nacional de Cinema Infantil, que ocorre no sábado, dia 30, das 8h30 às 12h30, no Majestic Palace Hotel, em Florianópolis.

Com o apoio do Sindicato da Indústria do Audiovisual de Santa Catarina (Santacine), o Encontro faz parte da programação da 11ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis. Participam os distribuidores Marco Aurélio Marcondes e Abrão Scherer, a diretora da Agência Nacional de Cinema (Ancine) Vera Zaverucha, a secretária do Audiovisual do MinC Ana Paula Santana e a diretora Celia Catunda, que vão debater o tema Desafios Criativos: Distribuição e Conteúdo. A mediação é de Luiza Lins, diretora da Mostra. 

No Encontro serão apresentadas algumas alternativas que têm se mostrado eficiente. Uma delas é o edital da Ancine de distribuição internacional de cinema brasileiro, que está em sua quarta edição. O concurso deste ano, cujas inscrições encerraram no dia 3 de junho, vai contemplar dez projetos de U$ 25 mil, sendo que US$ 15 mil são provenientes do Programa Cinema do Brasil e US$ 10 mil do Ministério das Relações Exteriores.Entre os filmes que já foram beneficiados pela premiação em edições anteriores estão Tropa de Elite 2, distribuído na Polônia, Sonhos Roubados, na França, e Estômago, em Portugal, entre outros.

Para Marco Aurélio, “uma das questões chaves da indústria do audiovisual é colocar os filmes ‘viajando’. Exibi-los de forma sistemática mundo a fora’. Ele é um dos organizadores da Nossa Distribuidora, criada por sete produtoras que detém as maiores bilheterias do Brasil e que incluem títulos como Tropa de Elite, Dois Filhos de Francisco, Se eu Fosse Você e Cidade de Deus. Na política da Nossa Distribuidora, é possível reduzir os custos de comercialização de filmes no mercado nacional e também colaborar para o aumento da competitividade do filme brasileiro e das empresas nacionais.

O quê: 8º Encontro Nacional de Cinema Infantil
Quando: Sábado (30), das 8h30 às 12h30
Onde: Hotel Majestic. Avenida Beira-mar Norte, 2.746, Centro, Florianópolis.
Quanto: Gratuito

TABELA DE VALORES SUGERIDOS

TABELA DE VALORES SUGERIDOS CLIQUE AQUI E ACESSE A TABELA COM VALORES SUGERIDOS PELO SANTACINE E SINAPRO/SC PARA PUBLICIDADE


*********

Encontros no FAM

Encontros no FAM

O Santacine realiza, em parceria com o FAM - Florianópolis Audiovisual Mercosul, uma série de palestras que integra a programação do Fórum Audiovisual Mercosul. O objetivo é promover a discussão sobre políticas públicas voltadas para a produção audiovisual, proporcionar trocas de experiências entre autoridades ligadas ao setor e realizadores, além do intercâmbio de ideias. Os encontros têm entrada gratuita e acontecem na próxima quarta-feira, (20/06), manhã e tarde e na quinta (21/06), à tarde, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC . Agende-se!

Quarta-feira • 20/06 • 10 horas  

Tema: Lei 12.485/2011 e Fundo Setorial do Audiovisual 

Convidados: Manoel Rangel (ANCINE), Ralf Tambke (Santacine) e João Roni (ABPITV-Sul). Também terá a participação especial das entidades do sul que estarão promovendo seu encontro anual no FAM.

Quarta-feira • 20/06 • 15 horas 

Tema: Acordos bilaterais de coprodução entre Brasil-Argentina e Brasil-Uruguai.

Convidados: Manoel Rangel (ANCINE), Martin Papich (ICAU - Instituto del Cine e Audiovisual do Uruguai)), Liliana Marzure (INCAA – Instituto Nacional de Cine y Artes Audiovisuales da Argentina)

Quinta-feira • 21/06 • 15 horas 

Tema: Coproduções dentro dos acordos bilaterais do bloco: aspectos econômicos e jurídicos; internacionalização dos mercados na perspectiva dos cinemas nacionais e a experiência de participação em editais dos acordos bilaterais.

Convidados: Eduardo Valente (Assessoria Internacional – ANCINE), Sara Coutinho (Assuntos Internacionais – SAV/MinC), Bernardo E. Bergeret (Assuntos Internacionais – INCAA) e Alicia de Oliveira (Área Proyectos Internacionales – ICAU) e produtores dos filmes selecionados nos editais.

ENTRADA FRANCA •  Participe!

Inscrições curso color correction

Inscries curso color correction

 Correção de Cor - APPLE COLOR
- Introdução – Requisito do Sistema
- Enviando o projeto do Final Cut para o Color
- Setup Room
- Primary Room
- Trabalhando com Controle de Balanço
- Correção de Contraste
- Comparando os Shots
- Aba Basic e Advanced
- Usando Curvas
- Secundary Room
- Vignette
- Grades
- Movendo Grades entre Clips
- Color Effects
- Usando o Color Effect Room
- Trabalhando com Presets de Efeitos
- Motion Tracking

Carga horária 12 horas
Dias: 25, 26 e 27 de Junho
Horário: Das 18h30 às 22h30

INSCRIÇÕES: http://cinesupport.com.br/inscricao-curso/
Informações: atendimento@cinesupport.com.br e/ou 48-3334-8134

Local: Estúdio da Cinesupport - Rod. João Paulo, 213 - Bairro João Paulo (Florianópolis).

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 Próxima